A verdade ou talvez não

Certamente alguns leitores têm estranhado a ausência de textos de minha autoria. Limito-me a fazer comentários e pouco mais.
Ouvi dizer que tinha morrido, que me tinha suicidado. Há quem diga que eu e o Paulo, somos a mesma pessoa uma vez que escrevemos da mesma maneira (eu não acho). Antes da Lídia ir de férias também alguém disse que eu e ela somos a mesma pessoa.
Como é preciso clarificar, para que não haja mal entendidos eu não confirmo nem desminto se somos uma só pessoa ou não (a minha mãezinha ensinou-me que é feio desmentir as pessoas). Num país de Tabus, mesmo sendo um sidadão, acho que tenho o direito de ter o meu.
Também é possível e devido aos avanços da tecnologia, que eu próprio não exista. Somos o produto de um génio de computadores, que tem um projecto de desenvolvimento de personagens. O programa ainda não está completamente desenvolvido e por vezes ainda mistura as diferentes personalidades e pontos de vista de cada uma delas. É possível que se criem outras personagens em breve, cada uma delas com características pessoais.
Cada uma das personagens tem o seu papel no blogue ou grupo de blogues interligados.
No guião a personagem que eu “Raul Rudoixis” represento, é a de um infectado de longa data e sou o mentor do desenvolvimento do projecto. De momento o meu papel é a ampliação do projecto, abri um novo blogue que é o “Sidadania II”, que tem um cariz diferente do blogue mãe. Está outro blogue em desenvolvimento que será dedicado à arte dos seropositivos e um quarto em embrião cujo tema ainda não está definido.
O projecto e o programa de computador, está tão bem concebido, que as personagens conseguem desenvolver amizades, com leitores do grupo de blogues “Sidadania”.
É tudo virtual, tipo “Second Life” em que as pessoas interagem, partilham dores formam-se grandes amizades e nada é real embora haja pessoas por trás de cada personagem.
É um argumento que com um bom guião pode vir a dar uma boa telenovela, cujos direitos de autor reverterão a favor de pessoas infectadas com o VIH , tendo em vista a sua valorização pessoal e qualidade de vida(bem podemos esperar sentados).
Cumpre-me agradecer as mais de 31.000 visitas ao “Sidadania”, com especial carinho para os leitores fidelizados, que abraçaram a causa da solidariedade e dos infectados pelo vírus da SIDA dizendo não ao estigma e à descriminação dos seropositivos, e que nos visitam diariamente deixando os seus comentários.
Não cumprimos o nosso objectivo de 31 milhões de visitas, mas estamos a caminho. Queríamos ter mais de mil visitas dia, mas já ficamos contentes em as ter por semana, o que tem acontecido. É o que temos de momento e tentamos atrair mais leitores, mas mesmo com este número que embora satisfatório é reduzido estamos felizes.
O projecto continua em desenvolvimento, têm aparecido novos leitores usuais de outros blogues que esperamos se fidelizem com o grupo de blogues do Sidadania. Muitos dos nossos leitores começam também a frequentar outros blogues, e este intercâmbio de blogues é saudável pois faz com que a voz de todos nós vá mais longe.
Temos a nossa causa definida, que passa pela desmistificação do HIV e pela valorização pessoal das pessoas infectadas pelo “Bicho da Seeda”. Abraçamos outras causas, e desde a primeira hora estamos com Flavia, a menina em coma vigil há dez anos que sofreu um acidente numa piscina, bem como com a população prisional e a defesa dos seus direitos com focagem na saúde, entre outras.
Acreditamos, que o nosso projecto tem possibilidades de se alargar com a ajuda de pessoas de boa vontade que adiram à causa.
Está tudo em embrião e o futuro dependerá da nossa e vossa capacidade para que se realize o nosso sonho.
Eu poderei estar ausente uns tempos sem textos ou mesmo sem comentários, mas estarei trabalhando nos bastidores.
Um abraço, e podem ter a certeza de que “Rudoisxis” não está parado….
Bem hajam por nos visitarem, lerem e aderirem à nossa causa. Sem vocês este projecto estaria condenado ao fracasso.
Lembrem-se que tudo o que aqui existe faz parte do virtual. Somos apenas o produto de um programa de computador que desenha personagens estando alguém por trás de cada uma delas.
Um abraço da personagem “Rudoisxis” bip…bip… bip… vírus HIV detected. The progam is going to close in ten seconds. 9..8…7………………..Off.

24 comentários:

Fatyly disse...

Pelo que tens escrito acredito que não estás parado e sim a lutar pela causa.
Sinceramente que há mentes tão palermas e preocupadas se és o Paulo ou vice-versa, se isto e mais aquilo em vez de tirarem dúvidas, lerem com atenção, partilharem e darem uma palavra de esperança.

Mesmo que fosses (pela escrita não são nada iguais) isso seria apenas e tão só a tua forma de estares neste mundo de cabos e que deverá ser respeitado.
Irrraaaaaaaaa que gentinha como dizia o meu avô:)

Força e que continues o teu trabalhinho que eu vou fazendo o que posso em prol de tudo onde até chegarem os meus braços.

Falando em braços, toma lá um abração

sideny disse...

raul
ja nao lia um post teu algum tempo.
tu e o paulo sao a mesma pessoa,nao teem lido bem os post.
continua com o teu trabalho para todos nos os comentar-mos.
bej

Coragem disse...

O mais importante é que se faça passar a mensagem pretendida, se assim é, deveriamos ficar todos satisfeitos com o objectivo.

personagem é ficticio, não vos tenho como tal.

Nicks, talvez, o meu é coragem.

Ou serei também eu uma personagem?

Abraço Raul

RAUL disse...

Fatyly, obrigado pelas tuas palavras.Gosto de ti e das tuas raizes que são as mesmas que as minhas.Somos àrvores e morreremos de pé.A tua ligação a Africa, as cubatas,os imbondeiros e as noites sem dormir nas rebitas,bem como os horizontes sem fim, por onde ambos no passado vagueamos no passado,fascinam-me e passou-me pela cabeça convidar-te a escrever contos africanos para mostrar o lado belo da vida no novo blogue "Sidadania-Haart", que será uma mistura de coisas lindas e que esperamos seja um espaço onde as pessoas se sintam bem e gostem de o visitar.
Ás vezes questiono-me se o mundo fora do virtual existe na realidade.
Um beijo amigo

RAUL disse...

Sideny
Acabaste de ler um agorinha mesmo.
Continua a comentar,a ver os blogues e de vez em quando se te apetecer telefona :)
Beijos

RAUL disse...

Coragem
Realmente o importante é passar a mensagem e é importante também que essa mensagem seja de esperança.
É importante que no sofrimento de cada um haja sempre uma esperança.
Tenho lido as tuas participações nos comentários e no post que o "Paulo" te dedicou,e aprendido mais sobre ti.De ficticio não tens nada e és real no virtual.És a coragem que cada um de nós precisa para continuar a enfrentar a vida e isso basta.Ser personagem ou não num mundo que não existe é irrelevante.Virtual vs Real não importa,pois a matéria está em transformação e apenas serve de suporte para a nossa mente.Existimos apenas e nada mais sabemos.
Beijo grande e adoro sentir-te entre nós.

Paulo disse...

Raul
Companheiro de viagem.
Nem morreste, nem te suicidaste.
Efectivamente não és o Paulo. O Paulo sou eu. Efectivamente não és a Lídia, a Lídia é ela própria, detentora de um carácter que a torna 100% singular.
És tu, igual a ti próprio como sempre foste. Eu sou o Paulo a quem deste voz, através da participação activa nos blogues Sidadania.
A tua ausência no front office revela a tua participação activa no back office. Não é possível estar ao mesmo tempo em toda a parte. Um trabalho de equipa é isso mesmo. Por isso tu, eu e também a Lídia, constituimos os contribuidores dos blogues Sidadania. Dois seropositivos, eu e tu. Uma seronegativa, a Lídia.
Porque os blogues Sidadania destinam-se a todos os "sero`s" para que antes, não arrisquem no depois. Para que depois encontrem aqui uma razão para voltarem a ser como eram antes. Foi isto que se passou também comigo. Cheguei depois e sinto-me como antes. E cheguei de rastos, como sabes...Os blogues Sidadania existem com um objectivo comum: Lutar contra a Sida, em todas as suas vertentes, apoiar afectados, abraçar infectados, dar a conhecer ao mundo a nossa experiência, que mais não é que o relato de vidas reais.
Graças aos computadores, à internet, à blogosfera, é possível actualmente agir. Por isso estamos aqui.
Não pretendemos protagonismo, nem avistar as luzes da ribalta, nem sermos conhecidos ou famosos. Pretendemos ajudar. Ajudar a prevenir, ajudar a superar, ajudar a viver e a olhar em frente.
Não somos os "tais" carolas, não achamos que sabemos tudo, nem que temos sempre razão, simplesmente porque somos humildes.
À semelhança do que aconteceu com o facto de termos sido infectados, aprendemos com os nossos erros e seguimos em frente.
As criticas, mesmo indecorosas e não relatadas ao público em tom de respeito, ajudam-nos a crescer e a ter mais vontade ainda de continuar. Em frente, sempre em frente. Olhar em frente.
31.000 visitantes, traduz o número actual de pessoas que tentamos ajudar a cada dia que passa. A todas elas o nosso bem haja. Se não se infectaram fica a mensagem para que não se infectem. Se estão infectadas o mundo não acabou, pois começa de novo, num novo ciclo e nós, eu e tu, somos prova disso mesmo.
Separam-me de ti 20 anos de vida, separam-me de ti quase 12 anos de infecção. No entanto, hoje é presente e estamos aqui, unidos, com o mesmo propósito.
Escrevemos melhor, escrevemos pior, mais vírgulas, menos vírgulas, mais populares, menos populares. Somos nós e damos o melhor que sabemos.
Em troca queremos a recompensa. Não a recompensa do protagonismo. Não a recompensa de sermos conhecidos. Queremos a recompensa de ter prestado um contributo e até de termos ajudado no sentido de salvar vidas, na medida em que, abrimos os olhos de todos aqueles que os podem abrir enquanto é tempo, pois o depois não retrocede, não volta atrás.
Um dia a SIDA terá cura, acredito.
Os blogues Sidadania continuarão a existir? Sim, continuarão em prol dos laços que se criaram, das amizades que se fizeram, dos momentos felizes que se construiram.
Com a SIDA aprendemos a dar. Viva o altruismo, sempre.
Agradeço-te o apoio, a amizade e a dedicação com que te entregas a todos que vejam em ti um exemplo de vida. Comigo contarás sempre.
Aquele abraço

Arnaldo Reis Trindade disse...

Raul
parabens por passar mensagens de força, de esperança pra tanta gente e por ser quem és, virtual ou não.



Paulo, desculpe-me a ausencia, comecei a trabalhar e pretendo voltar a estudar o que vai retirar 80% de meu tempo.
Abraço e obrigado por sempre me visitar.



Lídia, cadavez mais sincera e pura em gestos e palavras, espero que esteja tudo bem contigo.

Fatyly disse...

Personagens somos TODOS, MAS TODOS num teatro fascinante chamado VIDA!

Admiro-vos muito e a forma como passam a mensagem de prevenção, talvez a mais eficaz das muitas que já vi.

Este blogue é uma mais valia e além da sida abraça outras causas e é na troca de palavras que todos aprendemos.

Tiro o chapéu ao Raul e a todos os comentadores.

Um enorme beijo desta avó que está de rastos de tão cansada, já que num palco improvisado eu fui a apresentadora de mil bichos imaginários imitados por duas bonecas.

Já agora um beijo delas bem lambuzado a todos sem excepção

Fatyly disse...

Raul
só sei contar "contos" na primeira pessoa e por vezes recordo e rio de tantas coisas que fiz na minha terra e vivia-se numa ditadura, mas eu era uma fura regras.

Nestes nove anos que frequento a net já contei imensos:)

f@ disse...

Olá Raul, continuação de tudo de bom e de um trabalho cada vez melhor.
eu ando nas nuvens nem dou por nada... mas tenho vindo aqui sempre espreitar.
beijinhos das nuvens

RAUL disse...

Paulo
Sem nada mais a acrescentar ao teu comentário (tu dizes tudo ou quase), resta-me apenas referir que foi bom cruzarmo-nos na vida, e vejo com Alegria o teu percurso pós infecção e o nascer de um novo ser. O caloiro que me enviou um email, cheio de medos e de dúvidas, devido a ter sabido que estava infectado morreu e está enterrado, e renasceu como "Paulo", que é alguém que embora infectado, vive a vida,tem projectos para o futuro e acredita na cura. Também e essa é a parte mais importante como ser humano, dedica o seu esforço para que os outros sejam felizes.
Todos somos únicos, mas tu és especial e eu gosto de ti como um bom amigo que és.
Chega de elogios e vai mas é trabalhar pois agora tens mais o "HAART" para além de continuares a alimentar os dois "Sidadania".
Isto de trabalhar para grupos dá muito trabalho mas é compensador.
Um abração de sero para sero.

RAUL disse...

Arnaldo
Estava a estranhar a tua ausência, pois tenho-te entre os leitores fidelizados com os "Sidadanias". Constroi a tua vida o melhor que puderes e quando tiveres um tempinho e puderes dar uma escapadela, vem visitar os amigos dos "Sidas". O grande problema na vida é administrarmos o nosso tempo convenientemente, pois temos tempo para tudo e para todos se formos sábios em o distribuir por tudo aquilo que faz parte das nossas vidas.
Um forte abraço do Rudoisxis

RAUL disse...

Fatyly
Não tires o chapéu, pois podes apanhar sol na moleirinha e ficares doente. Agora temos a avó a ser estrela no palco da vida e a ser lamechas dizendo que está de rastos e candadinha. Gostaste não gostastes? Repete a dose :)
Escrever na primeira pessoa? É isso mesmo que eu gosto e a tua vivência africana, em conjunto com o mitico de uma cultura que nós absorvemos, a qual é totalmente desconhecida daqueles que não viveram Àfrica, pode dar textos maravilhos. Um dia destes vou escrever um texto sobre o "Makulo" e como a "Avó Preta" nos tratava.
Tens o HAART à disposição para desenvolveres esses contos.
Um beijão bem grande para ti.

RAUL disse...

F@
Não deixes de andar nas nuvens, e se nos cruzarmos lá por cima acena a dizer adeus. Tenho notado a tua presença por cá embora pareça que estou distante. Tenho notado também a falta de alguns amigos que não têm aparecido e tenho de os procurar para saber se estão bem.
É quando as pessoas desaparecem, por algum tempo que nos devemos aproximar delas pois podem estar a precisar de nós.
No mundo real acontece precisamente o contrário ou seja, quando desaparecemos somos esquecidos e deixamos de existir.
Num mundo imperfeito e incompleto que está em constante transformação, não nos podemos esquecer das coisas simples da vida, pois são elas o esboço do projecto de um mundo melhor.
Gosto de te ver por aqui,vem sempre a casa é tua.
Beijo Amigo

Isabel-F. disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Isabel-F. disse...

Oi Raul,

Adorei este teu post ... principalmente a parte inicial que está cheia de humor ... e humor com classe ...

então tu, o Paulo e a Lidia são a mesma pessoa??? hehehe....

"Somos o produto de um génio de computadores, que tem um projecto de desenvolvimento de personagens. " ....

olha ... melhor não podia ser ...

beijinhos, com o meu carinho e amizade ... para ti e para o Paulo ..., que a Lídia está de férias .....

e.... sucessos para os novos projectos/blogues que vêm a caminho

SILÊNCIO CULPADO disse...

Raul/Paulo
Estou de regresso e folgo ler as mensagens excelentes que foram produzindo.
Quanto a nós assumirmos ou sermos uma mesma pessoa talvez até tenha alguma lógica. Vocês fazem parte de mim e creio que eu também faço um pouco parte de vocês. Não importa o formato que cada um assume na sua aproximação ao outro. O que conta é o traço de união que nos aproxima e que pode gerar alguma confusão pela sintonia da entreajuda, da amizade, da não desistência de lutar para que outros nos sigam.
E quando assim pemsamos somos a mesma pessoa.

Abraço

Paulo disse...

Lídia
Que bom que está de regresso... A sua ausência pareceu uma eternidade... Que saudade! Espero que tenha passado umas boas férias.
Em Agosto irei para os mesmos lados, mas só uma semanita.
Quando tiver tempo, leia os posts que fomos publicando no Sidadania I durante todo este tempo. Tome também conhecimento do Sidadania II e ainda do Sidadania HAART acabadinho de inaugurar...
Não terá mãos a medir. Bom regresso, pois muita falta nos fez e nos faz.
Abraço

ru2x disse...

Isabel
Obrigado pelas tuas palavras pelo teu carinho e pela tua amizade.
Agora já temos um blog sobre arte, que foste a primeira a visitar e a deixar um comentário,para além de mim e do Paulo que eramos os únicos que tinhamos acesso ao blog antes de o abrirmos à blogosfera.
Um dia gostaria de ter lá um trabalho teu, sobre a tua visão da Sida :).
Bj grande do Rudoisxis

ru2x disse...

Lidia
Espero que estejas novinha em folha depois destas férias. Estava com saudades tuas e do motor que tens dentro de ti e que nos ajuda a seguir em frente.
Quanto a sermos uma só pessoa, nunca estive mais de acordo contigo do que nesta afirmação.
Lembrei-me de uma personagem biblica, creio que no Apocalipse, que tinha 3 cabeças (ou será que eram sete?). Um só corpo com três cabeças sobre o tronco. Tens de escolher em que lugar queres que a tua cabeça fique se no meio da minha e da do Paulo ou à direita ou esquerda das nossas cabeças.
Ao corpo desta pessoa chamamos "Sidadania".
Não temos estado parados,aproveita para cuscar um pouco os "Sidas", e dá a tua opinião.
Bien venida menina linda.
Bjs Rudoisxinianos

Odele Souza disse...

Raul,´

É de morrer de rir acharem que tu e Paulo são a mesma pessoa ou que Lídia também es tu. Cada um de vocês tem sua própria personalidade, sua identidade, seu jeito de ser e de escrever. Basta ser um assíduo frequentador de teu blog para se notar isto.

Mas estou aqui para te cumprimentar por mais este post de qualidade e te agradecer por mais uma vez mencionar aqui o nome de Flavia.

Parabéns também pelo número de visitas ao Sidadania, parabéns estes extensivos ao Paulo e à Lídia, teus simpáticos e competentes colaboradores. E desejo muita sorte e sucesso aos teus novos projetos.

Um abração.

sideny disse...

lidia
que bom ter voltado
abra�o

RAUL disse...

Odele
Não ri não, que eu não quero ver você morrer mesmo que seja rindo.
Somos tri-gémeos siameses com três cabeças num só corpo.Se um dia se encontrar com um de nós,ou com os três e vir uma cabeça em cada corpo, foi milagre da medicina que através de complicadas cirurgias conseguiu esse feito.
Força e coragem na tua caminhada,cara amiga.
Um abração intercontinental e não esquece o nosso prometido almoço.