Tempo de Vida de um infectado

Embora de pouca importância, para os Sidosos , que já estão mais do que habituados a serem descriminados e estigmatizados pela maioria da população e pelas empresas que através de emprego, seguros e empréstimos bancários facilitam a vida (com grandes lucros) ao comum cidadão não infectado pelo VIH, permitindo-lhes a realização de alguns sonhos, é sempre bom dar noticias com base cientifica acerca da injustiça de que somos alvo, na esperança que o presente estado de coisas um dia possa mudar.
Se o critério para não se fazer um seguro de vida ou um empréstimo bancário, para a aquisição de casa ou outro bem, a um seropositivo é baseado no risco de morte precoce da pessoa , isso deixou de ser credível devido a um estudo levado a cabo em França em que 2.435 doentes foram seguidos durante um período de sete anos.
O estudo comparou a percentagem de mortes em pessoas não infectadas, baseados na percentagem de mortalidade francesa em 2002, com as pessoas infectadas que participaram no estudo as quais tomavam medicamentos retro virais e cuja contagem de células cd4 era igual ou superior a 500/ml de sangue.
A mortalidade verificada foi de 2,1 mortes por 100 pessoas /ano a qual é igual à taxa de mortalidade de pessoas não infectadas.
O objectivo do estudo consistiu em comparar as taxas de mortalidade em pessoas com VIH, as quais eram tratadas com retro virais de grande actividade (TARGA), com a da população não infectada, de acordo com o nível de linfócitos cd4 alcançado durante a exposição a este tratamento.
Mediante estas provas, com uma amostra significativa, não há razões para se continuar a descriminar as pessoas pelo simples facto de estarem infectadas por um vírus, que apenas se transmite através de relações sexuais não protegidas (nem sempre, e com cargas virais indetectáveis raramente) ou através de sangue, que possa entrar na corrente sanguínea da pessoa não infectada.
Sabemos que na prática essas evidencias cientificas não contam, a até a justiça que é cega (por não querer ver) deixa que situações que são atentados aos direitos humanos passem impunes, favorecendo muitas vezes o capital e as grandes empresas sabe-se lá porque razão.
Depois do aparecimento da SIDA, que era uma doença de homossexuais masculinos, pessoas promíscuas sexualmente, negros e drogados, a moda de rejeitar os infectados pegou e mantém-se até aos dias de hoje. O desenvolvimento da Sida e o aparecimento da doença em artistas e pessoas notáveis ou familiares fez com que os opressores, mudassem de opinião para não serem considerados ignorantes e rejeitados por aqueles que de alguma forma tinham influência na sociedade e estavam directamente ligados à pandemia. Os médicos que tinham certa relutância em tratar doentes com Sida, passaram a desejar tratar esses doentes pois isso era a maneira mais fácil de conseguirem alguma notoriedade e protagonismo entre os seus colegas, mesmo que muitos não tivessem experiência nem conhecimentos sobre o tratamento da doença.
Mesmo assim a discriminação continua em muitos sectores da sociedade por parte do cidadão comum, das empresas e da justiça. Muitos dos que apregoam que a SIDA não é perigosa nos contactos sociais do dia-a-dia parece terem uma atracção em de alguma forma oprimirem e discriminarem os portadores do vírus.
O verniz com que se cobrem por vezes estala, e aparecem aberrações em campanhas publicitárias com vista à prevenção da doença, que parecem querer perpetuar o estigma e a descriminação para com todos os infectados.
Este “post” poderá dar algum alívio, aos infectados que ficam a saber que a sua longevidade é igual á dos não infectados. Tudo o resto são desabafos de alguém que continua a sentir na pele os efeitos da estigmatização e descriminação de que somos alvo, mesmo que ela esteja disfarçada e bem camuflada.

11 comentários:

Miguel disse...

Antes de mais, obrigado pela tua visita e pelo excelente comentário ...!

Os meus parabéns pelo espaço ...!

Infelizmente a incompreensão e a descriminação ainda são uma realidade cruel ...!

Mas os teus desabafos tem uma dupla funcionalidade, uma porque serve para te abrires e sentires-te melhor e outra para que todos nós possamos conhecer esse grande mal chamado SIDA ...!

Espero passar por cá mais vezes ...

Um abraço da M&M & Cª!

Odele Souza disse...

Ru2x,
Como sempre teu blog me ensina muito, e é sempre muito gratificante passar por aqui. Pelo muito que aprendo e pelo tanto que gosto de ti.

Um abraço.

Betty disse...

Caro Ru2x

Vim agradecer e retribuir a visita ao meu blog. Não faço a menor idéia de como você tenha chegado lá, mas gostei do seu comentário, que está na mesma linha daquilo que penso.

Li vários posts aqui, e confesso que me emocionaram muito. Gostaria de comentar melhor, porém acabaria por escrever demais e não seria
adequado.

Voltarei mais vezes, com certeza, e vou listar seu blog entre aqueles que valem ser visitados. Espero, ainda, que este seja o começo de uma bela amizade. Se desejar, use meu email para conversarmos.

Um beijinho carinhoso.

Isabel-F. disse...

Olá Ru2x,

Boa tarde.
Em 1º lugar muito obrigada pela tua visita lá ao meu sitio ... acredita que me deixou feliz a tua presença ...
________________

soube há pouco tempo, cerca talvez de 2 meses, num programa da TV da existência deste medicamento que controla o virus ...
nesse programa estavam 3 pessoas infectadas ... há imensos anos ... duas delas o medicamento dava resultado ... mas fiquei a saber que em certos casos, que era o caso de um dos convidados ... o medicamento não funciona ... só que não consegui perceber por que razão dá para uns e para outros não
_________--

quando falas em discriminação ... só posso dizer que é revoltante ... e que cada vez mais há gente mais desumana....
o ser humano ... de humano tem cada vez menos ....
_______________________



beijinhos

redonda disse...

Vim retribuir a visita e descobrir o seu blog. Vou continuar a ler.

Ana Pallito disse...

Menino és um elo a juntar este mundo que insiste em guetos.

Bicocas
Abracitos

Mário Relvas disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Beezzblogger disse...

Caro RU2X, em primeiro lugar quero felicitá-lo pelo excelente espaço que aqui tem, pois torna-se de uma utilidade pública incontestável. Em 2º lugar, quero dar-lhe os parabéns por pela luta e pela lucidez. Admiro-o pois não sei o que seria se algum dia eu viesse a ter essa infecção (não estou imune, ninguém o está infelizmente). Mas conheço e sei como se transmite esta maleita, sei que posso ter pessoas com SIDA ao meu lado a comer, a fazer uma vida normal sem nunca me contagiarem com isso. Mas a sociedade precisa de estigmas, é uma sociedade hipócrita por si só.

Abraços do Beezz, e passe lá pelo meu canto será sempre bem vindo.

Fatyly disse...

Tomei a liberdade de publicar algo teu o que desde já peço desculpas.

Beijos sinceros e um bom fim de semana

Nuno de Sousa disse...

Ru2x,
Não precisa nunca agradecer as minhas palavras até porque nem sou grande coisa na escrita, mas aceito esse desafio, não sou fotografo de Photoshop, não sou de grande edições an Arte digital, gosto da foto na sua vertente natural ou seja penso, executo e está feita a foto, posso dar uns pequenos toques de edição mas coisa pouca, por isso vou pensar no que fazer de qualquer maneira uma ajuda sua não era mal pensado, colocar fotos de pessoas só com a sua autorização mas pode-se captar o elemento pessoa sem q a mesma seja identificado. O tempo não é mto mas vou estudar o assunto e lhe envio depois algumas fotos que serão suas e faz o que entender com elas. Mas é claro que o elemento do laço deverá estar não numa mas penso que nas 3 fotos.

Um grande abraço amigo,
Nuno

Anónimo disse...

Olá,

Achei esse blog, vc já viu, tem uns textos sobre a Sida.

http://www.maskjones.com/ricjones/?p=15

bjs!