Candidato a exterminador VIH

A investigação no combate à infecção pelo HIV não pára, e novos métodos de combate ao vírus estão a ser ensaiados.
Agora pretende-se provocar mutações no vírus que o tornem mais fraco e que o impeçam de reproduzir-se podendo assim erradicá-lo e encontrar a tão esperada cura.
Certo é que quando se começa a desenvolver um composto para o HIV as campanhas de marketing começam logo a trabalhar para que os gastos na investigação, possam ser rapidamente ser cobertos e o mesmo dê lucros.
Este novo composto tem o nome KP-1461, e os estudos pré-clínicos demonstram que o HIV pode ser erradicado. Se nos estudos clínicos que agora se iniciam os resultados forem os mesmos verificados na cultura de células, será um medicamento bem-vindo e extraordinário.
Começam agora os estudos, em pessoas infectadas com o HIV . Vai ser verificada a segurança do mesmo, em mono terapia em 32 doentes, que tenham virus resistentes a outros medicamentos, os quais vão tomar 1600 mg do medicamento BID (2 vezes dia) e o tratamento terá uma duração de 124 dias.
O medicamento provocará uma aceleração das mutações do genoma viral, que acumulará mutações que levarão ao enfraquecimento do vírus e consequente colapso na capacidade para este se reproduzir.
Habituado a noticias sobre novos medicamentos cada um deles o melhor, muitos dos quais nunca chegam a ser aprovados e a investigação parada, não deixo de ver com agrado estas noticias partindo do pressuposto, que tantas vezes o cântaro vai à fonte …., que um dia aparece mesmo um que realmente seja aquilo que todos esperam.
Até lá vamos vendo como vão as modas retro virais e de tratamentos, esperando medicamentos mais suaves no que diz respeito a toxicidades e efeitos secundários, com a certeza de que uma importante batalha na guerra pela sobrevivência já foi ganha, dando-nos uma sobre-vida de mais de vinte anos, o que nos permite ter tempo para esperar até que as pílulas exterminadoras do vírus apareçam.

3 comentários:

Biby disse...

No dia 1 de Dezembro, dia mundial da luta contra a SIDA deixo-lhe um abraço de força e uma mensagem de esperança. Quem sabe um dia este dia deixe de fazer sentido e o VIH/SIDA passe a ser uma doença como todas as outras tal como acoenteceu com outras doenças no passado!
beijinhos
BIBY

Vegana disse...

Olá Ruru!
Não queria deixar de dizer, no dia mundial da Sida, que a Veganinha continua sem medicação, os cd4 estão bem e o virus controlado. A próxima consulta é praticamente um ano depois de ter parado com a medicação pelo que pelo menos a um ano de desintoxicação já teve direito, sendo certo que eu acredito que tal se prolonge pela vida fora. :)
Beijos
Vegana

Ru2x disse...

A força do eclipse, parece que resultou. Fiko 2x contente pelo comentário,primeiro pela tua coragem na interrupção da medicação e depois pelo teu acreditar. A força da mente é algo que não se tem estudado em relação ao HIV, vá-se lá saber porquê :)
Beijo grande e vai dando noticias.