Reflectindo....

Não sei se vou conseguir colocar este texto no blog, pois não me lembro do acesso ao mesmo, mas penso que escrevi o pass-word em algum lugar.
O blog teve a sua época de ouro em que eu precisava de escrever e gostava de o fazer e depois com o meu envolvimento noutras actividades e acompanhamento de alguns companheiros que nos deixaram prematuramente, fiquei um pouco adormecido em relação à escrita. O acompanhamento de pessoas infectadas, sem abrigo e sem meios de subsistência foi neste período algo que me marcou, também.
Não quero que o blog morra, mas para isso tenho de lhe dar vida. Ele tem o seu espaço nas minhas novas actividades e o tempo tem de ser gerido para que o blog tenha a sua quota parte.
Tenho textos começados de antigas experiências vividas durante esta minha relação com a SIDA, que está no seu décimo ano de existência, com altos e baixos nesta caminhada,mas nenhum está acabado. Um dos textos é sobre Frederico um jogador de cartas que jogava com a morte e com as divindades como o diabo dando-nos pelo meio um cheirinho da divina comédia de Dante. É uma história linda que num dia em que a doença me tinha num down profundo me foi contada pelo meu amigo Alex, companheiro de muitas guerras e cujo nome ainda não tinha sido trazido ao blog, penso eu embora me lembre muitas vezes dele. Telefonei-lhe no outro dia para reavivar pormenores da história do Frederico, mas a cadela dele estava impaciente e ele teve de levar a bichinha ,aos seus aposentos (rua) para actualizar as necessidades fisiológicas daquele ser vivo. Espero que o Alex seja daqueles cidadãos que usa os sacos disponíveis pelas autarquias para os dejectos da classe canina.
Disse-me para lhe telefonar dentro de quinze minutos,para ir á parte final da história que eu não me lembro mas eu não o fiz talvez por preguiça, ou porque quero que o próximo telefonema seja mais uma oportunidade para saber como ele está bem como o final da história.
Estou com a agenda sobrecarregada, a gestão do tempo para o blog terá de ser gerida através de pequenos textos que vou publicando pois só assim lhe posso continuar a dar vida.
Aos amigos que aqui fiz e que de vez em quando vêm cá um abraço e vão dando noticias.
O Blog não irá morrer e tem o seu espaço na minha vida e na causa que abracei.
Vá abrindo o blog de vez em quando, pode ser que haja novidades.

2 comentários:

Manuela disse...

Tenho vindo, de facto, abrir o blog de vez em quando. Ainda bem que este interregno se deve a uma reavaliação do papel do dito, e não a uma menos-saúde tua.

Fica a promessa de aqui passar para saber novidades, histórias passadas ou outras coisas que queiras aqui colocar!

alkapone disse...

Mas Afinal quem e frederico