Medicamentos Pediátricos

Até agora a maioria dos medicamentos usados em pediatria, não foram testados nem aprovados para crianças.
A comissão europeia aprovou novas regras que obrigam os laboratórios a fazerem estudos de investigação pediátricos e a estudarem os seus efeitos em crianças, quando fizerem o pedido de autorização para o seu lançamento no mercado, bem como fornecer todas as indicações necessárias para o tratamento com eles.
Não se fala nos medicamentos actualmente no mercado, e que não foram aprovados para uso pediátrico, mas de qualquer maneira esta medida é de extrema importância no futuro.
No que diz respeito aos retrovirais, existe um ou dois fármacos em forma de xarope para uso em crianças. No entanto não tenho conhecimento que haja retrovirais especificamente para uso pediátrico, e que os seus efeitos em crianças tenham sido estudados. As doses são baseados na massa corporal e os medicamentos são os mesmos que os utilizados em adultos.
Não sendo qualificado a nível médico, preocupa-me no entanto os efeitos que os medicamentos em especial os retrovirais devido á sua toxicidade, podem provocar em alguns órgãos vitais da criança.
Resta-nos saber que no futuro os medicamentos vão ser mais seguros para as crianças, mas não seria demais investigar os efeitos dos medicamentos actualmente no mercado neste grupo de utilizadores.
O futuro está nas crianças, mas se não nos preocuparmos com situações como esta podemos estar a comprometê-lo.
Um passo em frente foi dado e isto é apenas a minha opinião pessoal. São necessários outros.

2 comentários:

Vegana disse...

Não existem retrovirais para crianças, com efeito. Existem alguns xaropes mas feitos a partir dos retrovirais dos adultos. Há retrovirais que nem sequer têm doses específicas para crianças(isto admitindo que os xaropes as tenham, no que tenho as minhas dúvidas). A Veganinha ingere quatro comprimidos de Viracept duas vezes ao dia o que, segundo me foi dito, está perto da dose máxima diária, sendo que ela tem, apenas, quatro anos de idade. Assustador não?

Ru2x disse...

É tás certa está perto da dose máxima. Um adulto se optar por duas tomas diárias são 5x5, 250mg tablets.Se te fosse conveniente podias reduzir a dose para 6 comprimidos diários mas com as tomas de 8 em 8 horas de 2 comprimidos.
Não sei se existe algum estudo para a aplicação pediátrica do viracept, mas vou saber prometo :)
É dos medicamentos menos tóxicos da sua classe usado nas terapias retrovirais.
A Conveniência de 2 tomas diárias, facilita a vida, mas lá se tem um kadinho de toxicidade no organismo.
Jinhos para ambas