Não Use Preservativo


"Não use preservativo. Usando-o não vai conseguir apanhar SIDA".

Um placard enormeeee... com estes dizeres bem visiveis, poderia despertar a atenção e ter mais impacto na mente das pessoas do que todas as campanhas gastas pela monotonia das frases, que durante anos e anos foram informando que é o único meio de nos protegermos da infecção pelo VIH.

Toda a gente sabe, ou se não sabe deveria saber, pois poucos haverá que nunca viram um cartaz um panfleto, anúncio televisivo ou qualquer outro meio de informação, que o uso do preservativo é um "must", para evitar a transmissão do virus da SIDA.
Certo é que na hora certa não pensam nisso e nem todos o fazem e o resultado é o aparecimento de novos infectados. Embora digam que o numero de novas infecções está a diminuir isso não quer dizer que as pessoas estejam a utilizar mais o preservativo nas suas relações sexuais casuais.
Certamente para a diminuição de novas infecções contribuiu em larga escala a distribuição de seringas. Mas isto apenas diz respeito à transmissão através do uso de drogas endo-venosas e não à transmissão via sexual. Poderão mesmo afirmar que as novas infecções via sexual também diminuiram.
Aqui eu pergunto, como sabem? O novo infectado poderá escolher entre o rótulo de ser visto como um drogado ou como promiscuo sexual, fazem-lhe a pergunta e consoante a resposta ela vai direitinha para as estatisticas. É que dizer que é ex-tóxico dependente é visto pela sociedade com admiração, agora ex-promiscuos sexuais é coisa que não existe.
O uso do preservativo não aumentou, e não tem sido dada muita atenção à prevenção por parte das entidades reponsáveis pois as campanhas lembrando que a sida continua a existir pouco se vêm.

Quando a comunidade cientifica, digerir a incómoda declaração suiça, de que infectados com cargas virais indetectáveis não transmitem o virus e quando o numero de novas infecções com virus multi resistentes e não só, começar a aumentar, aí talvez pensem em dar de novo a importância que a prevenção merece, voltarão de novo a insistir no uso do preservativo como método eficaz contra a propagação do virus.
Aí voltarão as campanhas para usarem o preservativo etc...etc... , as pessoas viram-nas durante anos, sabem disso mas pouco ligam.

O ser humano adulto comporta-se como as crianças. Se lhes dissermos não mexe aí que faz doi-doi, é quando elas mais depressa vão mexer onde não devem.É por isso que eu digo:- Não use o preservativo, pois usando-o não vai conseguir apanhar SIDA

17 comentários:

São disse...

RRssss...
Peço desculpa pelo riso, mas achei estupendo!!
Um abraço , também para o Paulo.

sideny disse...

raul
a ultima frase esta muito boa.
devia ser a frase para uma campanha para prevenir a sida.
beijocas.

Paulo disse...

Raul

Gostei muito deste teu grito de alerta, mais um, sempre válido, entre tantos que já deste, em defesa de uma sociedade responsável.

Utilizar o preservativo sempre!

A Sida não é actualmente uma patologia de grupos denominados de risco. É uma patologia extensível a todo o ser humano, pelo simples facto de poder ser adquirida através de comportamentos, onde um acto não pensado, um acidente até, se tornar num pesadelo vitalício.

Minimizar o risco à percentagem minima será sempre um objectivo a cumprir, a cada dia que passa.

Um abraço

sideny disse...

paulo
sabes ja pedi o cafe para nos,mas se demoras muito ele fica frio.
e o bolo ja esta a ficar com um aspecto de quem tem alguns dias.

:)
bej

pikenatonta disse...

Bem dito! Excelente frase!

SILÊNCIO CULPADO disse...

Raul
O que devo acrescentar a tão perfeita e bem disposta-exposição?
Talvez que o número de casos de novos infectados tenha diminuído porque os retrovirais anulam praticamente a possibilidade de transmissão da doença mesmo sem uso de preservativo e que os casos estão mais identificados e controlados do ponto de vista médico?

Beijos

Silvia Madureira disse...

Raul:

Devo dizer que este título me chamou a atenção.

Comecei por ler duas vezes, julgando que estava a ler mal.

Depois voltei a ler para entender a lógica...

Ora...se isto acontecer a todos os portugueses quer dizer que este slogan vai surtir efeito...

As pessoas além de ler...pensam...
é que de facto...isto não está a acontecer...

beijo

Maria Dias disse...

Oi Raul!

Sim é bem do ser humano(não querer seguir regras!).Boa idéia esta viu?Com toda a certeza se fecharmos uma porta e colocarmos o aviso de:É proibido abrir!Enquando não se desrespeitar o alerta não se sossega!Muito inteligente seu post de hoje!rs...

beijos em todos!

Fatyly disse...

Adorei esta tua exposição genial mais educativa que muitas que aparecem prova da tua inteligência, empenho e sabedoria sobre o assunto.

Os adultos são complexos e tal como as crianças por vezes o "inverso" surte mais efeito do que o correcto!

Um abraço

Isabel-F. disse...

Acho fantástica a frase ...

ela é tua? se é regista-a ... pois podes ter a certeza que se alguém a vir te rouba a ideia ...

sem dúvida que seria uma frase que ficaria na mente de todos ...

adorei este post ...

principalmente esta frase (para além da publicitária ... claro):"É que dizer que é ex-tóxico dependente é visto pela sociedade com admiração, agora ex-promiscuos sexuais é coisa que não existe."

beijinhos

R. Rudoisxis disse...

São
Podes rir à vontade desde que te lembres da frase. A iodeia é essa.
Sideny
Os senhores das campanhas (que quase não se vêm)preferem outras coisas.
Paulo
Depois da casa arrombada...mas pode servir a outros.Gostei que gostasses.
Pikena Tonta
Dito de outra forma, parece que cola.Bjs
Lidia
É bem possivel que para a redução no numero de novos casos tenham contribuido as cargas virais indetectáveis. Mas isto não é novidade e já se sabia, só que ninguém tinha tido a coragem de o dizer publicamente ao mundo e à comunidade cientifica.É a teoria do café. Quanto mais açucar mais doce fica. Bjs.
Silvia Madureira
Chamar a atenção é a ideia, mesmo que pareça tola. É como ir a uma praia de nudismo vestido com um maiô dos anos vinte. Nem os mirones vão olhar para as beldades nuas né?
Maria Dias
Quebrar regras, quebrar barreiras.
Tudo começou com EVA e a maçã. Está-nos no sangue. Bjs.
Fatyly
Com vinagre não se apanham moscas.
Está correcta a frase para quem quer apanhar Sida. O resto vem por arrasto.
Isabel-f
Sim a frase é minha, ou pelo menos nunca a tinha visto antes.Registá-la? Nop, se alguém a usar e através dela se conseguirem obter resultados, salvando alguém de ser infectado tenho a recompensa de sentir que algo que saiu de mim espontaneamente, foi util ao meu próximo.
Quanto aos ex-promiscuos sexuais, é uma questão de rótulos, muitas vezes censurados por aqueles que nos segredos de alcofa,são iguais sem que os outros o saibam.
Obrigado a todos pelas vossas participações. Beijos e abraços

peciscas disse...

Tens mesmo razão em tudo o que aqui escreves.
E essa ideia para um novo slogan era de aproveitar.
Ele enquadra-se bem numa das técnicas de publicidade que aprendi no curso de Acção Psicológica que me deu a especialidade militar que desempenhei no exército, nos anos 70.
É que, como dizes, por vezes as pessoas conformam-se e o conformismo deixa a porta aberta para comportamentos errados.

R. Rudoisxis disse...

Peciscas
70 eu 71 se calhar andámos pendurados no "Bocas" sem saber.
Eu acho que muito poderia ser feito. Uma das ideias é tornar o preservativo mais atractivo. A industria quimica tem meios para o fazer e se acrescentasse ao lubrificante um produto excitante, que provocasse um melhor desempenho ao homem e mais prazer à mulher certamente as pessoas iriam procurar o preservativo, não pensando na SIDA e outras DST, mas sim no prazer acrescido na relação sexual.
O preservativo não pode ser uma barreira ao prazer, como muitos o vêm, mas um acessório para aumentar o prazer. E isso é possivel. Nos sex-shops a procura de produtos afrodisiacos e outros que proporcionem maior prazer é enorme. Porque não o fazer em relação ao preservativo?
Um abraço

Paulo disse...

Ao Raul e a todos os leitores e amigos:

Directamente de Las Palmas, na Gran Canària, onde o Sol è abrasador, desejo a todos uns dias muito felizes, que eu por cà, estou mesmo muito bem

Abracos e Beijinhos distribuidos.

Brancamar disse...

Olá Raul e Paulo,

Há quanto tempo não venho por aqui, apesar de me serem muito queridos, de não vos esquecer.
Volto e espero voltar de novo com frequência. Sempre aprendo muito convosco.
Não foi por esquecimento que andei algum tempo por longe, mas porque o mundo tem um pouco por todo o lado variadíssimos problemas, vivi intensamente alegrias e tristezas, batalhas pela vida de alguns amigos que por aqui andam e que eram do foro oncológico, digo eram, porque felizmente alguns já as ultrapassaram e foi em alguns casos uma luta tão intensa e perseverante que não me deixou mutas tréguas, nem muito tempo.
Hoje venho apenas dizer-vos que estou aqui, nunca esquecida de vós.
Volto para vos ler com mais atenção e sobretudo para dizer ao Paulo que me comoveu muito a sua visita, o saber que está bem, o ter-se lembrado de mim, apesar de eu ter andado por longe.
O Raul também vejo está por aqui activo a transmitir-nos os seus conhecimentos.
Adoro-vos "miúdos", a vossa luta e o vosso trabalho dá-nos muito mais a nós que o contrário.
Bem hajam.
Beijinhos.
Vossa Branca

SILÊNCIO CULPADO disse...

Sidney/Paulo

Também quero.

Beijos

M.M.MENDONÇA disse...

Raul
Você não deixa de não ter piada mas deixe-me confessar-lhe que ou melhoram os preservativos de maneira a não tirar "pica" à relação, ou continuará a haver muito quem os rejeite.

Abraço