Muito Obrigado

Depois de tantas manifestações de carinho e apoio à causa da SIDA e a mim próprio, e de eu ter agradecido aos que podia, o meu computador ficou o que se vê na imagem. Tentei responder ao maior numero de pessoas que nos estão a apoiar, mas dezenas ficaram sem resposta. Mesmo com o grande apoio da Lidia, que me vai enviando emails uns atrás dos outros a dizer: -Olha escreveram um poema para você…depois uma lista com endereços de blogs que publicaram a entrevista…logo a seguir mais uma lista de blogs que colocaram o nosso logo… a seguir outra lista de blogs que escreveram textos com excertos de textos do Sidadania, enfim não sei o que diga, mas o certo é que ficaram dezenas de blogs sem que eu pudesse visitar e deixar uma palavra de agradecimento.
Para todos vós que de uma forma ou de outra estão solidários com a causa e nos estão apoiando o meu muito obrigado, do fundo do coração.
Raul Rudoisxis

21 comentários:

C.Coelho disse...

Raul
Deixa lá amigo, mas o que importa é que somos cada vez mais e muitos e nunca deixaremos de ser. Mas que gostamos das tuas visitas isso gostamos.
Abraço

Sheila disse...

Pela vida e pela coragem e por todos aqueles que são capazes de ser solidários.
Abraço

FERNANDA & POEMAS disse...

Olá Raul, só agora cheguei aqui, através da Brancamar.
Espero que tenhas um bom fim de semana e brinca ao Carnaval se gostares.
Eu não gosto muito, mas vai-se passando.
Dedico-te, estas simples quadras;

Os Sons dos Meus Silêncios, aqui estão:
Uma força incontrolada que me espanta,
por vezes o ribombar dum trovão,
os Sons dos Meus Silêncios não suplanta.

Nas horas que passo em meditação,
um som vencido, logo outro som levanta,
cada silêncio provoca nova explosão,
minha alma grita, cala-se minha garganta.

Muitos beijinhos de carinho e ternura.
Fernandinha

Silvia Madureira disse...

Do fundo do meu coração...

Penso que não tens que agradecer nada...

É um dever do comum cidadão apoiar aquele que precisa dele e sobretudo aquele que dá a cara em prol de uma causa que afecta directa ou indirectamente todos nós.

Raul...poderias ficar revoltado, poderias pouco te importar com o estado de saúde dos outros, poderias isolar-te e fechar-te...

Mas...não. E por tudo isto eu admiro e realmente louvo pessoas com a tua grandeza de carácter...

Pena tenho eu, que existam pessoas que mesmo sendo chamadas para a realidade continuem ignorando como se este fosse um assunto secundário...

Este assunto é de importância primordial e estarei lutando contigo por aquilo em que acreditas: UM MUNDO MAIS RESPONSÁVEL.

um grande beijo

ABEL MARQUES disse...

É espantoso como se multiplicam as adesões à causa. Quem fala em isolamento e ostracismo? ABRAÇO

Laurentina disse...

Beijão grande para ti
Adorei conversar contigo, quando quiseres aparece na cabine se som ahahahahahah.
como sei que estas ai é mais patico do que o mail, apaga que não é para publicares.
Vou enviar-te um endereço carregadinho de musicas do nosso tempo, é de um grande homem meu amigão também está a passar um mau bocado com uma estupida de uma doença que afectou a esposa.
Sou amiga deles.

amigona avó e a neta princesa disse...

Deixo um abraço de amizade e o agradecimento por te ter "conhecido"...bom domingo...

Manuel Damas disse...

Penso que terei oportunidade de te/nos ajudar de forma mais séria e concreta.
Deixa-me pensar no assunto, com calma.
Um abraço e bom carnaval...sem descuidos!

Odele Souza disse...

Raul,
Com tu, também estou às voltas com a impossibilidade de retribuir a todas as visitas que nos fazem. Mas quero acreditar que as pessoas vão entender que não dá mesmo para estarmos em todos os lugares. Vamos torcer pra que entendam. Acabei de sair do blog Silêncio Culpado e li lá tua entrevista. Esta excelente!! É muito boa a sensação de ver que a tua competência e dedicação à causa da Sida, está tendo a devida visibilidade. E quem sai ganhando são todos os que absorvem as tuas informações, pois só com informação pode-se evitar não só a contaminação como o preconceito.
Você é uma graça de ser humano Raul e é um privilégio o contato com você.
Um beijo.

parvinha disse...

Vou linkar este blog para passar cá mais vezes, gostei do perfil, da coragem e isso chega.
Podia escrever as coisas mais belas, apenas digo muita coragem por assumir, 1000 Parabéns!
Vivemos numa sociedade onde é mais fácil não dar a cara e ficarmos no nosso mundinho protegido.
Mais 1000 parabéns!
beijinhos

parvinha disse...

Deixo comentário que deixei no silêncio culpado, afinal é para ti,


Muitos parabéns Raul, tenho poucas palavras mas sinceras.
Grande homem assumir desta forma, vivemos numa sociedade cheia de bons gestos mas depois na prática é diferente, a descriminação e o preconceito abundam.
Grandes são aqueles que nos rodeiam e nos dão mimos.
Há que manter sempre a esperança, pois a medicina está cada vez mais avançada.
10 anos de doença não é nada rapaz, muita força e coragem e muita pedalada( risos)
Um abraço do tamanho do mundo

Silvia Madureira disse...

Serei uma assídua visitante...até porque tenho muitas dúvidas sobre este tema. Irei fazer-te muitas perguntas...como disse não quero fazer parte do mundo animal irracional pois existem pessoas que tendem para lá...ignorando a realidade...que também acontece a elas.

beijo

Fatyly disse...

É bom ver e sentir a solidariedade mas impossível aceder a todos os que pretendem contribuir para que a malha em volta de "uma causa" seja sincera, forte e humanizada.

Força e o teu blog será sempre uma ajuda para quem a vida resolveu pregar uma partida vestida de mil e uma coisa.

Beijos

Fatyly disse...

Desculpa: só agora consegui abrir o link e à tua entrevista tiro o meu chapéu. Um caminho penoso numa sociedade ainda tão retrógada e castradora mas passo-a-passo tudo chegará a bom porto, porque os governantes, os senhores empregadores terão que saber lidar que a Sida e a Hepatite C é uma realidade e não um faz de conta. Também eles têm filhos e confrontados possivelmente mudarão a sua postura.
Durante anos e anos tivémos o flagelo dos abortos feitos "em vãos de escadas" e apesar de um referendo tão pobre...hoje as que pretendem fazer um aborto (acto sempre tão díficil e não tão simples como beber um copo de água), sem hipócrisias são tratadas condignamente.

Força rapaz e um neto, que é um neto? aqui dou gargalhadas: a nossa maior fragilidade como homens e mulheres porque eles fazem-nos, quase que nos obrigam a ser de novo crianças:)))))))

Uma vez mais aquele abraço para ti e todos os teus e para todos os que padecem e sofrem silenciosamente, desta mãe e avó que sempre lutou contra as injustiças sociais.

meu cantinho disse...

Nós é que temos que te agradecer(neste caso penso que posso tratar por tu)a dares a conhecer,como já te disse foi um acto de coragem.
E se precissares já sabes onde estou.No meu cantinho:)
fica bem

Laurentina disse...

xiiiii não se faz!!!
Expor assim as coisassss ahahahahahah estou na tanga!
Olha ja te mandei os codigos do que me pediste por mail, não sei se é para colocares aqui no blog, mas se não for então depois dou-te o cd.
Quanto ao video se o quiseres colocar na barra lateral tens que lhe reduzir as medidas.
Vou reenviar o mail com o codigo do video para ser colocado na barra.
Bom domingo dorminhoco

Beijão grande

Sophiamar disse...

olá, Raúl!

Já tenho o selo do teu blog lá no meu mar, bem à vista. Li parte da tua entrevista e só posso dizer-te que és um ser humano incomensurável, que tive muito gosto em conhecer-te e que me estás a fazer crescer.Obrigada, pelo que nos dizes, pelo teu altruísmo, pelo tecido humano de que és feito.
Bem Hajas!

Beijinhossss

avelaneiraflorida disse...

Cheguei um pouco atrasada, mas estou aqui!!!!
FORÇA; AMIGO!!!!!

Bjkas!

♥Coragem disse...

Será já este o selo definitivo?
Aquele que se encontra aqui?
Bom o importante mesmo é coloca-lo no blog.
Beijinho

Brancamar disse...

Olá Raul,
Não tens que agradecer nada. Todos nós e os amigos que chegam connosco, só temos a aprender contigo.
Sem ti o mundo seria mais escuro. Acho que andamos todos no dia a dia muito esquecidos do que esta palologia representa e do que temos a aprender sobre ela. É aquela velha história de se achar que só acontece aos outros. Ainda bem que apareceste por aqui para nos abanares e ainda bem que entramos nesta campanha para não nos esquecermos de vir cá frequentemente aprender muito do que nos falta saber e é muito, porque as Entidades oficiais também pouco dizem.
Um beijinho para ti e uma boa noite.
Branca

Mário Relvas disse...

Pratica o bem e não esperes reconhecimento.


Abraço solidário