A Primeira cura de SIDA


Foi noticiado nos finais de 2005, e depois nunca mais ouvi falar sobre o assunto.
Andrew Stimpson, depois de lhe ter sido diagnosticado que estava infectado com o HIV, ao fim de 3 anos e sem que tivesse feito qualquer terapia anti-retroviral, recebeu a noticia do seu médico de que estava curado. O HIV tinha desaparecido completamente do seu corpo.
Especialistas não acreditavam, e puseram a hipótese da identidade do doente ou as amostras terem sido trocados, como já anteriormente tinha acontecido em dois casos.
Os médicos que o trataram, e o hospital depois de efectuado um inquérito afirmam que não houve trocas de amostras nem de identidade.
Referiu o mesmo hospital no relatório que o facto de Stimpson ter passado de um resultado positivo para um negativo, é excepcional e assinalável do ponto de vista médico e que gostariam de fazer mais testes.
Os médicos gostariam de investigar o que realmente aconteceu, entretanto o ex-infectado recusa-se e quer viver a vida tendo dito à BBC: «existem 34.9 milhões de pessoas infectadas com o HIV em todo o mundo. Sou a única pessoa que conseguiu controlar o vírus, sobreviver, e livrar-me deste para sempre»
Será que o organismo deste jovem tem a solução até agora desconhecida para a cura do HIV?
Acerca deste caso nada mais se falou, e as autoridades médicas mundiais ainda não confirmaram como tendo sido uma cura espontânea.
Afinal o que é que aconteceu? Sendo este caso de interesse para toda a humanidade, mesmo que o referido jovem se recusasse a fazer mais testes e a ser investigado, não haveria maneira mesmo com contrapartidas monetárias para que o assunto fosse estudado?
Ou será que alguém se adiantou e essas compensações monetárias foram garantidas para que ele se recusasse a fazer mais testes?
Por onde andará o Andrew Stimpson e qual o seguimento da história da primeira cura espontânea da SIDA, sem retrovirais .
Afinal houve cura? SIM
É reconhecida a cura? NÃO
É desconhecida a razão da cura? SIM
Não houve trocas de amostras ou identidade do doente? NÃO
Afinal em que é que ficamos, se realmente este caso é verdadeiro, e qual a razão porque ficou esquecido? Responda quem souber pois eu não sei .

5 comentários:

Inezoca disse...

Era desse mesmo que falava. Custa-me a crediatr que ele não se tenha submetido aos exames médicos. Agora quanto a divulgação..... e isso é muito triste. Faz com que seja mais céptica do que o que sou não em relação à medicina, mas aos médicos, quase sem excepção.

Anónimo disse...

http://www.duesberg.com/

Watcher disse...

Caro Anónimo
O teu link foi publicado, embora não seja usual publicar links,por achar que todos têm o direito de ler sobre a pandemia e formar opiniões.Agradeço no entanto que futuros comentários não sejam enviados como anónimo mas com um nome.

pedro disse...

Penso que o verdadeiro "link" neste caso foram os lobbys farmaceuticos.

Watcher disse...

Obrigado Pedro, pela tua atençao.Acho mesmo que o ideal é banir todo e qualquer link, pois nem sempre estamos atentos, e pretendo acima de tudo ter um blog independente de influências externas o que nem sempre é fácil como deves calcular.
Um abraço