Linhaça, alimento ou medicamento?

Há produtos na natureza, aos quais face ao desenvolvimento da ciência, pouca atenção lhes é dada. São belos, como tudo o que a natureza cria e humildes pois não reivindicam as suas capacidades e por vezes são destruídos e ignorados por um predador chamado homem que teima em destruir tudo aquilo que tem de bom, esquecendo-se de que o bio sistema que permitiu o seu desenvolvimento e a sua sobrevivência, é perfeito e tem tudo o que é necessário para que haja vida.
Num blog livre de interesses económicos, e independente dos poderes do dinheiro, que controlam tudo e todos e que se dedica a denunciar as prepotências daqueles cuja intenção não é outra que os lucros, fica bem de vez em quando falarmos um pouco das coisas simples que temos á nossa disposição e que nos podem ajudar na nossa caminhada durante a vida terrena.
Já ouviram falar da Linhaça? Certamente que sim, e sabem que é uma planta, mas o que certamente não saberão são as propriedades desta planta quando consumida regularmente pelo ser humano.
As suas sementes têm vinte e sete substâncias anti cancerígenas, e podem ser usadas na prevenção e cura de vários tipos de cancro, segundo investigadores científicos que estudam as suas propriedades.
Mas os seus efeitos benéficos não se ficam por aí, pois é um anti inflamatório eficaz, ajuda os rins a expelirem o sódio, rejuvenesce a pele e o cabelo, é um controlador dos níveis de açúcar no sangue, e também elimina gorduras nocivas contidas no nosso sangue conhecidas como colesterol.
O modo de a usar é simples, 2 colheres de sopa por dia misturadas num sumo de fruta, ou no leite matinal. Pode ser usado por crianças, adultos e pessoas idosas não tendo contra indicações.
Não vamos pensar na semente de linhaça como um medicamento para os nossos males, e que tudo cura. Entretanto se a quisermos usar como um suplemento alimentar é possível sentirmo-nos bem melhor.
Uma alimentação saudável é certamente um contributo para a nossa saúde e a Linhaça ou as suas sementes moídas, e os produtos encontrados na mesma serão uma mais valia que vale a pena experimentar.
Podemos continuar a comer hambúrgueres e outras comidas tipo fast food , e a encher as nossas barrigas com comidas enfarta brutos as quais fazem parte da nossa culinária tradicional, ou termos uma alimentação racional com nutrientes úteis ao nosso organismo.
Podemos escolher entre viver para comer, ou comer para viver. A escolha é sua, mas se podemos escolher uma alimentação saudável, que eventualmente possa contribuir para a nossa saúde e para a cura de males dos quais padecemos, porque razão não o fazer.

13 comentários:

dianamãe disse...

Ora aí está uma excelente ideia!
ás vezes a comida é um escape, e come-se sem gosto ou necessidade, é mesmo uma gula gulosa!
:)
Comer com gosto com o pensamento em tratar o nosso corpo, alimentando bem a nossa saúde, até nos faz bem á alma!
:)

Boa dica!!
Ahhh e bom almoço!!!
eh eh

Manuela disse...

Alimentação consciente é já uma ciência!

E fazer germinar sementes de linhaça e comer os brotos?! Quando soube que tinha cancro, comecei a fazer crescer brotos de sementes. São óptimos para a regeneração celular.

Eu não quero ser má, mas a alimentação natural e cuidada inclui cigarros???! (ex-fumadora a ser sádica!)

:o)

Ru2x disse...

Pois ñ me bastava a Vegana, agora também tu :)
Quanto ás sementes de linhaça germinadas nada sei,mas os brotos são sempre bons.
Brotos?? isso não tem duplo significado ?? Os brotinhos...bem mesmo que não regenerem as células regeneram o espirito :)
Bjs.

Ru2x disse...

Dina, eu cuido da minha alimentação e decidi aderir á dieta vegetariana tendo como suplementos produtos lácteos ,carne e peixe :)
Tinha de ser diferente né?
Bjs.

Vegana disse...

Manuela eu ja´tentei germinar de tudo e a coisa nunca me corre bem. Nao percebo. Já estou convencida que é um complô dos brotos contra mim.

Vegana disse...

Eu como a linhaça mesmo moída, sem a misturar. É boa! Mas como tenho esta estranha mania de tomar sempre menos doses daquilo que recomendam, tomo só uma colher de sopa por dia(isto quando me lembro, claro)

Manuela disse...

Vegana,

Receita de brotos! Aí vai. Lembras-te das experiências com os feijões; fazíamos na escola para os ver a germinar? É parecido.
Então pegas numa taça e colocas algodão molhado no fundo. Espalhas as sementes por cima e tapas a taça com uma película aderente e colocas ao pé de uma janela onde bata sol e esperas. Sempre que vires o algodão seco, humedeces um pouco. Ao fim de uma semana já começas a ver resultados.

Podes experimentar fazer com alfafa, trigo.... alfafa é muito bom.

Pronto, mãos à obra

Vegana disse...

Obrigada. Agora estava a tentar com grão. Pu-lo 24 horas de molho e agora em cima de um escorredor pousado numa tigela de vidro com água em baixo para lhe dar humidade. Vou po-lo a janela, então e vou ver se assim resulta. Se não experimento com o algodão molhado.Se conseguir fazer germinar sem o por em contacto com nada, prefiro. Hoje em dia nem em algodões dá para confiar!Vi hoje na net que o soro fisiológico que eu usava está a ser retirado do mercado. Uma coisa que eu achava inofensíssima!!!!!!!!!!Ruru suspender, suspender...

Vegana disse...

Pois. Eu não disse? Acabei de ler num artigo do Centro Vegetariano, a propósito de pensos higiénicos, que o algodão normal tem não sei qtos produtos prejudiciais à saúde. Se este método não der certo, depois procuro por algodão ecológico e sigo o teu conselho, Manuela.
Obrigada, mais uma vez.

Ru2x disse...

Pensos higiénicos para fazer germinar sementes? Era assim que fazias? De ti espero tudo.
Olha tenta por azeitonas a germinar é capaz de dar uns brotos já com azeite.
Só uma pergunta não cozinhaste o grão antes, ou será que sim? :)

Vegana disse...

:PPPPPPPPPP
quando os meus grãozinhos germinarem vou tirar fotos e vais-te roer de inveja

alkapone disse...

LOL lol LOL lol LOL eu tb kero ser um graozito

Vegana disse...

Acredita que não ias querer... os gajos acabam sempre por apodrecer, secar ou lhes acontecer uma desgraça qualquer, coitados!