Salas de Chuto, sim ou não?


Em breve as chamadas “salas de chuto” estarão abertas em regime experimental no nosso país. Questiono a sua utilidade, e não sei se sou a favor ou se sou contra pois tudo vai depender do modelo a desenvolver para que elas sejam um fracasso ou uma vantagem e algo de muito útil para quem as utilizar.
Vejo os pontos bons, de uma administração da droga mais higiénica e portanto mais saudável e com supervisão médica e com possibilidade se forem bem trabalhadas de trazer alguns toxico dependentes para programas de substituição com metadona e consequentemente promover a reinserção social de muitos Uds.
Governantes andaram a passear por países onde elas existem e visitaram algumas e viram como funcionam, resta-me esperar honestamente que realmente não fosse só passeio e que conseguissem tirar ideias que pudessem ser adaptadas ao nosso país, o que sinceramente me custa acreditar tal a describilidade que tenho para com a classe política e trabalho válido que desenvolvem.
A comunidade consumidora de drogas e aqueles que se encontram em abstenção e não estão a consumir, são os peritos na área e que eu tenha conhecimento não foram consultados. Eles poderiam ajudar a desenhar um modelo realmente eficaz, que pudesse levar a que fossemos um exemplo nesta área. Pena que não se aproveite o saber e a experiência de muitos e continuem a ser marginalizados simplesmente porque o rótulo de toxico dependentes é mais do que suficiente para os marginalizar, quando a intenção deveria ser inseri-los de novo na sociedade e torná-los em cidadãos úteis para a comunidade.
Um lugar onde haja higiene , assistência médica e acompanhamento psicológico não é um desperdício de recursos e dinheiros do estado que afinal são os nossos como contribuintes, se for eficaz e útil aos cidadãos.
O mesmo lugar mal desenhado e programado, sem uso e sem eficácia esse sim será um desperdicio e só servirá para encher os bolsos a alguns normalmente ligados por laços de amizade, cor partidária ou até familiar aos decisores políticos, como tem acontecido tantas vezes.
Vamos esperar que realmente as salas de chuto sejam algo útil e possam contribuir, não para a erradicação da droga, pois isso seria utopia, mas sim para recuperar alguns cidadãos que possam entrar por o desejarem em programas de substituição por metadona e possam vir a ser úteis á comunidade.
Vamos esperar também que os políticos deixem de andar a morder-se uns aos outros, censurando e falando contra, mesmo que isso seja só pela política do deita abaixo , para poderem ter protagonismo e aparecerem nos meios de comunicação social.
A ideia é boa, o resultado vai depender da maneira como as mesmas funcionarem.
Vamos torcer para que dê certo e para que a comunidade visada tenha uma palavra a dizer porque afinal sobre drogas ninguém mais sabe do que eles.

2 comentários:

alkapone disse...

Ou ppl desculpem la mas ca para mim isto ca para mim tem varios bicos , do meu tempo as casas de chuto eram as casas de banho do comboio quando vinha do casal ventoso ,dos cafes , escadas de predios ,jardins ,de baixo da ponte e tinhamos de olhar a policia agora ja nao, ta bom isto agora . Mas tou escrever so para dar minha opniao eu quando era agarrado nunca saia do po se eu tivesse estes apoios , meus apoios eram vai pa rua , esquece teu pai tua mae ,se quizeres sair ok tamos ca mas para sai JA . Agora vos digo nunca EU NUNCA SAIRIA se tivesses uma casa de chuto com apoios, comida ,enfermagem, um gajo para sair tem de lamber as sargetas , sorry mas e minha opniao

Ru2x disse...

Foi um flash de insight que te deu, amigo Kapone. Nesse momento a tua autoestima foi mais poderosa que a droga e saiste.Hoje apercebes-te da merda em que estavas metido, mas quando lá estavas tavas numa boa desde que tivesses a dita. Pessoalmente e sem perceber puto de drogas para além da erva e de uns charros,acho que vale a pena experimentar e no que estiver ao meu alcance se puder dar uma ajuda contem com ela.
Comentários como o teu a mostrar o não é o que precisamos aqui.Se forem bem trabalhadas e tiverem gente e projecto capaz acho que vão ser boas.
Talvez muitos dos agarrados actuais não tenha que passar pelo mesmo que tu passaste para sair e um dia possa dizer que se não fossem as salas de chuto nunca teria saído da merda da droga.
Um abraço gajo das américas.