Tempo de Mudança

Chega de estar parado, e preocupado em como será o amanhã com a descoberta de duas novas patologias uma no fígado e outra no coração. Tenho de lhes dar uso e torná-las produtivas, seguindo as tendências da nossa economia em que tudo tem de fazer parte do tecido empresarial português. Não sei o que fazer com o fígado, já pensei em vendê-lo como iscas à portuguesa e dedicar-me à gastronomia, mas acho que as de um fígado cirrótico não devem ter grande sabor, e é um empreendimento sem futuro à nascença.

Quanto ao coração, e se puser a parte cientifica de lado, que o considera apenas uma bomba essencial à vida e considerar o tradicional ao qual os sentimentos, o calor humano e o amor estão associados acho que lhe posso dar uso.
O Blog está a mudar e o próximo tema que está anunciado no banner é sobre os primeiros tempos de infecção pelo HIV, e a quem o novo "POSITIVO" deve dizer.
Ninguém está preparado para receber a noticia. Estarão os familiares e amigos, (nesta altura em que o novo infectado necessita de muito apoio) preparados para o ajudar? Até que ponto irá haver rejeição, por ignorância ou medos infundados?
Enquanto o tema estiver a ser preparado "CONVIDAMOS" os nossos leitores que têm blogs a escrever textos nos seus blogs sobre o mesmo. A "OPINIÃO" de não infectados ou "anónimos" (acredita que no universo da blogsfera não haja infectados, que mesmo virtualmente escondem a sua seropositividade?), é importante.
Mas como vou escrever sobre algo que não conheço?, perguntarão alguns dos nossos leitores. Querem dicas ???
-Fiz o teste deu positivo, e agora?
-O meu companheiro, irmão, filho... pai etc está infectado, como vou reagir.
-A SIDA será o fim ou o inicio de uma nova vida?
-O que sei sobre a doença?
-O que é o VIH para mim?
-O que sei sobre tratamentos?
-O tempo de vida de um infectado?
Puxe pela imaginação. A Sida pode acontecer a qualquer um. Escreva sobre o que souber ou não souber sobre a SIDA. É importante escrevermos sobre a doença e estarmos preparados para a enfrentar um dia se ela nos bater á porta.
É importante sabermos, aquilo que não sabemos sobre a SIDA, para podermos aprender

Fica o convite e simultâneo desafio a todos os blogs que nos lêm a participar, e convidem os vossos blogs amigos desafiando-os a fazer o mesmo.

Em breve o SIDADANIA, iniciará o grande "DEBATE", esperamos a vossa colaboração no apoio ao mesmo, pois é importante "ESTARMOS PREPARADOS"

Um AbraçoRaul

23 comentários:

Laurentina disse...

Olá querido amigo,
Cá estou a responder ao chamado e ao desafio.
Pois é pela parte que me toca eu acho que nunca estamos atentos a esses pequeno(grande ) pormenor de sabermos se é ou não a pessoa certa com quem deveremos desabafar...de tal forma é a angustia e o desespero da hora e momento que o importante mesmo é o desabafo, nem que seja para o outro(a) que fica do outro lado do espelho.
Mas normalmente e por defeito acho que é corrente ir-se ter com o pai ou a mãe, no meu caso pessoal vou normalmente ter com a minha Madrinha, que é irmã da minha MÃE, nunca teve filhos, mas tem uma sensibilidade especial para ouvir calmamente e no fim opinar fazendo prevalecer sempre o bom senso...

Continuação de bom domingo
Beijão grande

Biby disse...

OLá Raul!
Vi agora o desafio deixado no meu blog e pretendo participar.
Já tenho umas ideias sobre o que escrever. Lembro-me que um dos meus primeiros comentarios neste blog foi sobre os meus proprios preconceitos em relação a esta doença. Eu, uma profissional de saude, que estudou algumas coisas sobre SIDA, que achava saber tudo sobre a doença até ao dia em que me confrontei com o primeiro doente infectado e senti MEDO... MEDO este que só consegui vencer depois de conviver de perto com infectados e afectados pelo VIH, medo este que só desapareceu depois de estudar mais sobre a doença...
Acha que será interessante este testemunho?
Beijinhos e bom domingo e já agora se estiver em Cascais na altura da minha exposição visite-a...aposto que ainda lhe arranco alguns sorrisos...
BIBY

RU2X disse...

Biby
Claro que o testemunho é interessante e importante. Se quem está informado e estudou (um pouco)sobre a sida sentiu medo, o que o comum dos mortais que não está informado terá? Publica o texto no teu blog e coloca um link para o sidadania no texto onde a opinião de todos vai ser discutida e apreciada.
É preciso informar e ensinar para que a SIDA deixe de ser o bicho papão, para a maioria das pessoas.
Logo que publiques o texto diz-me para linkar o teu blog nesse artigo, na rubrica Destaque.
Raul

Fatyly disse...

Raul
Desculpa mas será feito num dia, tipo blogagem colectiva? ou vamos escrever ou copiar algo e cada um põe no seu blog?
Esta semana vou estar um pouco ocupada porque tenho cá a minha linda sobrinha, mas colaborarei COM A MAIOR ALEGRIA E VERDADE.

Tive que gargalhar com o que dizes sobre as tuas "novas patologias" e pensar positivamente é saber vencer um dia de cada vez. Força rapaz e nada como erguermo-nos com coragem

Um grande beijo

RU2X disse...

Olá fatyly, o importante é as pessoas colocarem um post sobre SIDA nos seus blogs de escrita própria ou copiado de outro blog que esteja no debate. O debate vai durar perto de uma semana e o centro de operações é no Sidadania, pelo que será bom colocar no post um link directo,para o Sidadania, para aproveitarmos todas as ideias, dúvidas e saberes que irão aparecer nos comentários.
Bjs
Raul

amigona avó e a neta princesa disse...

Meu querido amigo claro que podes contar comigo! Um dia destes escrevo...o quê não sei bem, mas alguma coisa será...beijinhos grandes e um abraço apertado ao Paulo de parabéns!

Carreira disse...

Terei todo o gosto em participar nesta iniciativa que se reveste de grande pertinência.
Um abraço,

José Carreira

RU2X disse...

Laurentina
A ideia é cada pessoa publicar no seu blog um texto dedicado à SIDA. Unidos teremos força e é preciso acabar com os tabus e mitos acerca da doença.
Avó Amigona
Ficamos à espera da tua participação, com um texto no teu blog. A luta contra a doença do século, cabe também à sociedade civil, que actualmente está a fazer mais em matéria de divulgação e prevenção que o próprio estado, que desperdiça dinheiro em campanhas mal desenhadas e outros projectos que em nada contribuem para a desmistificação da doença e para o apoio às pessoas infectadas.
Bjs
Raul

RU2X disse...

Carreira
Estou feliz por aderires à causa.Esperamos um texto com a qualidade que pões naquilo que escreves, publicado no teu blog.
O centro da discussão será aqui no Sidadania, que terá links directos para os blogs que publicarem textos.
Um Abraço do Raul

SILÊNCIO CULPADO disse...

Raul
Claro que eu adiro mas quero fazer um texto muito ao meu sentir. Para já vou colocá-lo, logo que pronto, nos 7 Pecados Mortais e no Moendo Café porque, neste momento, tenho o Silêncio Culpado comprometido com a questão dos bipolares. Mas logo que saia este tema farei um post específico com um novo texto também para este blog.
Gosto de te ver assim activo, Raul.
Um abraço

Paulo disse...

Agradeço aos leitores o interesse pela participação no debate que propomos, que visa ser um contributo importante e elucidativo para todos. O nosso bem haja.

Brancamar disse...

Olá Raul,
Venho dizer presente! Tenho sido uma "preguiçosa" a escrever, ou melhor são outras patologias tipo um grande cansaço que me têm mantido menos assídua, mas até tenho vergonha de o dizer perante o teu humor, mas deixa lá... o meu fígado também não é grande coisa, lá se vai remediando com aquilo que temos.
Vou tentar responder ao teu apelo, não prometo antes do próximo fim de semana, vou vendo contudo o momento mais oportuno para fazer a ligação ao voso debate. Curiosamente na Sexta-Feira discuti esse problema com a minha filha porque ela vinha de uma aula onde se falou da discriminação social em relação a algumas patologias e diferenças e falou-se do HIV. Falou-se sobretudo se deveria haver sigilo ou não no diagnóstico, dada a irresponsabilidade de algumas pessoas em continuarem a não se proteger nem terem o cuidado de não infectar os outros. Curiosamente falaram nessa aula do que já aqui foi dito, que actualmente são muitas as pessoas a partir da meia idade a contrairem HIV, se calhar as menos informadas e as que têm mais preconceitos na utilização dos preservativos, bem como aquelas que ainda têm na cabeça a ideia de que a doença se insere num determinado grupo a que não pertencem.
Então vou tentar fazer o meu exercício mental por estes dias e pensar como reagiria a uma notícia dessas, não é que já não tenha pensado vagamente nisso, mas sem aprofundar muito confesso, assusta um bocadinho aprofundar isso, não só por ser o HIV, também tento não aprofundar se me derem uma notícia dessas na área oncológica, fugimos sempre a sofrer antes do tempo, por desnecessário. Creio que entendes que é um bocadinho um massacre.Há um ano atràs foi diagnosticada à minha filha com 23 anos uma doença crónica (doença de Crohn) que pode ir tendo o seu controle mas também pode ter dias muito conturbados, esteve 6 semanas hospitalizada, foi operada a uns abcessos e fez transfusão durante aqueles dias para ajudar a sicatrização, dado que ficou com uma ligeira anemia e foi muito duro para ela aceitar fazer uma transfusão, precisamente pela conotação que as transfusões tiveram em relação à sida nos primeiros anos em que se cometeram muitos erros, aquelas célebres transfusões no tempo em que a Drª Leonor Beleza foi Ministra da Saúde. Tive que lhe fazer uma mentalização de que precisamente por isso agora tudo era controlado com muito mais rigor. São coisas que não queremos mas temos que aprender a aceitar e é estranho como dantes não tinhamos medo das transfusões quando o controle das mesmas andava mais à balda e até poderíamos apanhar outras doenças graves e agora só porque trazem por tràs o receio do HIV temos outra atitude.
Não te chateio mais com tudo isto que estás farto de saber.
Vai cuidando de ti e vais ver que esse fígado qualquer dia está aí para as curvas e o coração como novo.
Beijinhos

Odele Souza disse...

Olá Raul,
Muito bom te ver de volta, muito bom mesmo.
Podes contar comigo também. Embora não me julgue competente para escrever sobre o assunto com propriedade, principalmente tendo em vista os excelentes textos que tu e Paulo escrevem sobre HIV,farei o melhor que eu possa. E farei com gosto.


Um abraço meu amigo!

NINHO DE CUCO disse...

Raul/Paulo
Nos blogues Moendo Café e 7Pecados Mortais tenho já o primeiro texto que fiz sobre o assunto.
Um abraço

RU2X disse...

Ninho de Cuco
Obrigado, pelo contributo e na Rubrica "Destaque" tem partes dos textos com Links directos para os blogues. As pessoas vêm ao Sidadania e podem ler os textos nos blogues participantes.
Um Abraço
Raul

RU2X disse...

Odele, fico aguardando textos teus no blog de Flavia e no Oficina de Palavras.Estás a ser modesta quando dizes não ter competência para escrever sobre o HIV, eu sei que estás. Um beijo
Raul

RU2X disse...

Lidia, obrigado pelo teu apoio a esta iniciativa do Sidadania, e estás nomeada "Voluntáriamente",para moderar o Debate.
Bjs
Raul

RU2X disse...

Brancamar,a conversa com a tua filha dava um excelente texto para publicar. Obrigado pelo teu apoio.
Bjs
Raul

São disse...

Acabei de ler agora o convite que deixou no meu espaço.
Vou aceitar, claro.
O seu texto de hoje é uma lição de vida, que agradeço.
Tudo de bom.

RU2X disse...

São,obrigado por participares nesta blogagem colectiva de textos sobre o HIV. Todos não somos demais para lutar contra uma pandemia devoradora da vida de seres humanos, e cuja mortandade se assemelha à de muitas guerras.
Se o nosso esforço salvar uma vida que seja, da infecção pelo HIV, poderemos estar em paz com a nossa consciência e sentirmos a alegria de uma missão cumprida.
bjs
Raul

Laurentina disse...

O comentario que deixei em cima so agora reparei que era para o post do Hiv e a familia...que despiste Raul, ia comentar o post logo apos a leitura , mas puxei para cima e agora me lembro que fui lendo tudo quando comentei abri a caixa do primeiro...eheheheh imperdoavel!!
Mas também te digoque a minha experiência com o HIV foi muito dura e marcante, de tal forma marcante que o meu querido AMIGO ZÉ Manel faleceu no dia do meu aniversário ha 14 anos.
Vou tentar escrever algo sobre o assunto.

Beijão grande

RU2X disse...

Laurentina
Conta essa história sim... são testemunhos reais e é preciso saber-se as dores que a SIDA nos dá, mesmo sem estarmos infectados. Essa dor vai para além da morte.
bjs do Raul

pikenatonta disse...

Olá Raul!
Já era para ter vindo aqui à mais tempo... Desculpa...
Adorei o teu convite e considero-o muito importante! Mas senti logo que não ía conseguir... A minha vida tem estado um caos, muitos altos e baixos devido à minha doença... Enfim... Não consigo escrever um texto assim... Especialmente depois de ler os outros textos de quem tem participado, são muito bons!! :)
Eu não tenho jeito... :/
Vou continuar a acompanhar-te, como tenho feito.
Um beijinho grande e uma óptima semana para ti!